My Weblog

Just another WordPress.com weblog

There’s no place like home

Posted by petlenep em julho 28, 2005

Hoje eu volto pra casa. Já faz tempo. O que é que mudou nestas últimas 5 semanas? Vejamos:

  • Estoraram escândalos seqüênciais no país, que abalaram a credibilidade de um governo que tinha altíssimo índice de popularidade. Dizem as más línguas que até demoraram para aparecer essas evidências;
  • Comprei um violão bom, com saída pra caixa de som. Juntando instrumento, cabo para plugar e capa, o bichinho saiu pela bagatela de … enfim, melhor não falar. Mas são quase 2 meses de bolsa de Iniciação Científica pra pagar a viola. Enfim, quis me dar esse prazer;
  • Batman já entrou e já deve ter saído de cartaz. O fato é que eu não assisti. Entra para minha lista interminável de filmes que eu prometo ver quando sair no DVD;
  • Por falar em filme, fui com Flavets e Thiago, namorado dela, assistir o filme nacional Redentor, com Miguel Falabella e Pedro Cardoso. Excelente. O filme foi projetado gratuitamente na Praça São Pedro, em Rio das Ostras;
  • Estou a menos de 2 meses estudando com uma turma nova, quer dizer, que não é a minha de quando entrei na faculdade. Já há uma meia dúzia de 3 ou 4 (num universo de 23) que não me dessem pela goela de jeito nenhum;
  • Nos dois últimos posts eu publiquei fotos que eu peguei no Google Images. A imagem relativa à penúltima rabiscada foi resultado da busca por studying e a da última, por sadness. Achei que as fotos corresponderam às expectativas que eu queria passar. Só que agora, analizando friamente ambas, vejo o quanto são parecidas. Ambas em escala de cinza e com o camarada levando as mãos à cabeça. É, talvez deva haver uma conexão lógica entre studying e sadness. E não sou eu quem estou dizendo, é a religião de todos os micreiros: São Google;
  • Hoje é aniversário da Eduarda. Pessoa difícil de definir. Humor altamente instável, regido por uma função descontínua e com vários pontos de inflexão. Mas quando se integra a mesma função no intervalo de menos infinito a mais infinito, a área retorna um valor positivo. Ou seja, apesar daquele gênio todo, conseguimos ter momentos de pacífica convivência. Parabéns, Duda, que Deus permita que nossa amizade ainda perdure por muito tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: