My Weblog

Just another WordPress.com weblog

Saúde é coisa séria

Posted by petlenep em junho 1, 2005

Povo, hoje é dia de assunto sério. Eu estou com uma idéia recorrente na cabeça. Olho prum lado e é isso. Saibo de uma novidade e é isso também. Pronto! É o destino esfregando na minha cara qual que deve ser o assunto da rabiscada. Então vamos a ele: saúde.

Meu tio, pai das minhas primas, precisou ser internado às pressas, há 15 dias atrás, com problema grave na próstata. Estava tratando com remédios, tinha consulta marcada para a mesma semana, mas, de repente, passou a urinar sangue e ficou evidente que seria necessária uma rápida intervenção cirúrgica. Foi levado ao recém-construído Hospital Pasteur, no bairro do Méier, passou por uma longa cirurgia (coisa de mais de 4 horas), mas acredita-se que estará bem. Eu fui ao hospital passar uma noite como acompanhante no quarto com ele, enquanto ele se recuperava. O serviço dos enfermeiros era notório. Horário dos remédios, troca de soro, esvaziar a bolsa de urina, limpeza do quarto e refeições. Tudo de primeira linha. Só faltou dizer que o hospital é exclusivo para os associados do plano de saúde ao qual ele é afiliado. (Pausa rápida no assunto, vamos a outro exemplo)

Neste último sábado meu irmão alugou o filme “Um Ato de Coragem” com o sempre excelente Denzel Washington. No filme, o filho dele precisa fazer uma rápida intervenção cirúrgica, com risco de vida, e ele descobre que o plano que ele pagou a vida toda e que já vinha descontado no seu pagamento não iria cobrir uma cirurgia daquele porte. Sem dinheiro, ele usa de artifícios desesperados (a margem da lei) para conseguir que seu filho seja operado. (Vocês já estão entendendo onde eu quero chegar?)

Segunda-feira foi um desses dias em que o 367 demorou uma hora e meia para ir de Realengo à rodoviária. Como Deus é meu camarada, me pôs o nobre JCarlos desntro do ônibus. Teve assunto pra gente conversar desde a Mallet até meu destino final e nem deu tempo pra pensar no engarrafamento direito. Mas voltando ao assunto, Johnny me disse que uma grande amiga nossa está com sérios problemas na coluna, mas que nenhum hospital resolve o problema dela. Os médicos pedem exame-computadorizado-disso hemo-cardio-daquilo, só parada cara que ela não pode pagar. Como ela não pode pagar, os médicos se limitam a passar remédios para a dor e a mandam de volta para casa. Diz JCarlos que ultimamente os remédios para a dor nem têm feito mais efeito, devido o seu uso contínuo.

E aí? 3 casos. Um, de quem pode pagar um serviço particular. Este ainda tem uma chance de se recuperar e começar a vida de novo, mas é minoria no país. Outro caso, de quem não pode pegar e recorre ao crime para isso. Como a extrema maioria do nosso povo é honesta, essa parcela fica só para Hollywood. E há ainda a parcela na qual me incluo, que não tem o direito de ficar doente, de ter um ataque qualquer. Porque, se isso acontecer, sabe que estará entregue à misericórdia de Deus. E passado todo o alarde sobre a intervenção federal nos hospitais municipais do Rio (alguém lembra?) voltou tudo a ser a mesma bagunça de antes.

Enquanto isso nossos governantes brincam de fazer hotel a 1 real, restaurante a 1 real e são largamente populares por isso.

Nos proteja de todo mal, Senhor, Amém.

Rapidinha

  • Édina, a cara de Maycon é uma referência a um comentário feito pela Chuchu, amiga das antigas deste blog, sobre uma rabiscada em que pus uma foto minha. Depois disso nós temos brincado um pouco sobre essa semelhança que ela diz haver.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: