My Weblog

Just another WordPress.com weblog

Roberto Carlos Ramos, brasileiro

Posted by petlenep em janeiro 16, 2005

Talvez você não conheça de vista esse camarada, mas a história dele está passando na televisão direto. Seu nome é Roberto Carlos Ramos e ele foi o terceiro brasileiro escolhido (depois de Herbert Vianna e Ronaldo Fenômeno) pela Associação Brasileira de Anunciantes para estrelar os comerciais com o slogan: “Eu sou brasileiro e não desisto nunca.” Mais à frente eu vou fazer uma rabiscada completa sobre essa campanha, pois hoje eu vou enfocar especifamente no xará do Rei.

Eu conheci sua história através de sua entrevista no site do Pânico. Eu não vou poder contar 50 minutos de entrevista aqui, por isso eu recomendo com força que você abra o link e escute com atenção a história dele. Conheça como aos 6 anos de idade ele foi levado voluntariamente por sua mãe à Febem de Minas Gerais, pois se acreditava que lá seria uma oportunidade para menores de famílias pobres educarem seus filhos. Convivendo com todo tipo de humilhação, desprezo e descaso, o então menino Roberto teve no seu prontuário 132 fugas registradas entre seus 6 aos 13 anos, sendo considerado por seus “educadores” como um caso irrecuperável. Seus “educadores” em questão eram policiais considerados não-aptos a trabalharem nas ruas.

Neste período já cheirava cola, fumava maconha e realizava pequenos furtos na cidade de Belo Horizonte. Ele conta em suas palestras que chegou a ser espancado por uma turma de rapazes maiores que queriam violentá-lo. Muito ferido após a briga com este grupo, ele foi largado por eles perto de uma estrada de ferro. Julgando já não haver mais motivos para viver (repito, isso tudo até os 13 anos de idade), desprezado por todos aqueles que deveriam ajudá-lo, questionou-se sobre os motivos para continuar vivendo e arrastou-se até a linha do trem para suicidar-se. Quis Deus que ele estivesse escolhido a linha errada e ele viu o trem passar ao seu lado.

Aos treze anos foi adotado por uma pedagoga francesa, que se recusava a acreditar no carimbo de “Caso Irrecuperável” e decidou criá-lo. Roberto aprendeu a ler e escrever primeiro em francês e depois em português. Fez o segundo grau na França e, de volta ao Brasil, decidiu estudar pedagogia.

Hoje, Roberto Carlos Ramos é pedagogo, Mestre em Educação pela Unicamp, Pós-Graduado em Literatura Infantil pela PUC-MG, membro da Associação Internacional dos Contadores de Histórias e Valorizadores da Expressão Oral Mundial, sediada em Marselha (França). Em 2001 foi eleito como um dos dez maiores contadores de histórias da atualidade em Seattle, nos Estados Unidos. Realiza palestras em empresas como a Petrobrás, a Cenibra, a Companhia Vale do Rio Doce, Gerdau do Brasil, Belgo Mineira, O Boticário, Grupo Votorantim, Skol, Ipiranga, Fiat, OAB e Sebraes de várias regiões, para falar aos funcionários. Também foi convidado a falar ao Presidente da República durante o governo Itamar Franco.

Propagando a corrente do bem, Roberto adotou 13 menores de rua. Alguns de seus filhos hoje já são casados e já estão adotando outras crianças, naquilo que o prórpio Roberto define como a “Pedagogia do amor”. Quem quiser se emocionar e conhecer um pouco mais da história desse vencedor, aqui estão alguns links.

Uma resposta to “Roberto Carlos Ramos, brasileiro”

  1. Étel Pai said

    O arquivo da propaganda está corrompido! Vcs podem substituir?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: