My Weblog

Just another WordPress.com weblog

Que venha 2005

Posted by petlenep em janeiro 4, 2005

Após 2 anos consecutivos puxando o bonde pras areias de Copacabana, este final de ano eu passei em família novamente. Em família mais ou menos, né? Meus pais estão na pista, e eu fui pra casa da Mary em Sepetiba.

Fortaleceram a firma eu, Verônica, Cesim, Helaine, Adriano, Aline, Alan, Amelinha, Tuane (é assim que se escreve?), Mary, o Prado, Tia Íris, Tia Tereza, D. Tereza, Helena, Tavinha, Zaquel, Iran e seu marido (Será?), Richardson (Ricardinho) e Andreza afilhada da Mary.

Chegando lá havia uma piscina de “prástico” onde Richard fazia sua evoluções. Pô, com o calorzão-zona-oeste que ‘tava fazendo eu nem pensei 2 vezes. Mandei-lhe uma moral na piscininha do rapaz, e depois se juntaram a mim Lanzim, Lança, Aline e Helaine. E foi lá que eu proferi momentos de sabedoria: “Pô, é piscininha pequena, mas tá bom. Pra quem não tem nada, metade já é o dobro.” Tomara que nenhum peruano que tenha me dado aula no LCMAT um dia venha a ler tal afirmação.

Consegui falar com SPCim no telefone e quando liguei pra Eduarda achei Javis lá com ela. Show! Eu até me assustei, pois o pai dela não era disso, mas o Senhor tá visitando. (Ô, glória!). Infelizmente Helber e o Dinho não puderam ir, devido a assuntos de trabalho. Consegui falar com este no dia primeiro e com aquele ainda na noite do dia 31.



Após a ceia e a oração esperamos as 12 badaladas. Rolaram uns fogos de humilde e o Prado mandou um champagne pra galera. Fomos pra orla da Praia da Brisa, ver o show do Kiloucura. Mas o grupo agora é todo de integrantes novos, tipo esses lances de Menudo, Dominó e Polegar, que cada hora é um integrante diferente. Eu até que curtia o grupo original, tenho CD e tudo, com Délcio Luiz, Picolé, Gérson ‘Dupan’ e Prateado. Mas os figuras que estavam se perfazendo lá eram muito ruizinhos e ‘tava difícil descer redondo. Viemos embora e se não fossem os mosquitos-mutantes-sangüinários, todos teríamos ido dormir cedo.

Mudança de ano também nos inspira a ter mudanças de comportamento. Sempre rola aqueles papos: esse ano eu fazer isso, ou esse ano eu não faço mais aquilo. Ficaram memoráveis as decisões do meu primo Lancelot e seu “Ano-Zero”. Diz Maria que já iria começar o ano rindo, pra ser bem feliz em 2005. Até vestiu rosa, que é pra ter sorte no amor. Quanto a mim, pode até parecer psicose, mas eu pensei que tenho que estudar ainda mais. ‘Camarão que dorme na praia a onda leva’ e o quinto período é o cão-por-dentro-do-mato-chupando-manga-e-lambendo-as-beiças e não vou ser eu quem vai dar mole pros Kojacs (é assim que se escreve?) do Lenep.

Que venha 2005.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: